Segunda, 17 de Junho de 2024
79 99979-2283
Cidades Barra dos Coqueiros

CPI pode atingir prefeito em Sergipe

A transferência, estimada em cerca de R$ 170 mil reais

01/11/2023 07h12 Atualizada há 8 meses
Por: a voz dos municípios Fonte: Ne notícias
CPI pode atingir prefeito em Sergipe

A Câmara Municipal de Barra dos Coqueiros instalou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas fraudes financeiras relacionadas a vendas ilegais de licenças ambientais no município. A CPI tem o potencial de atingir o prefeito Alberto Macedo (MDB), que está no centro das alegações.

O principal objetivo da CPI é esclarecer as denúncias que giram em torno da transferência de valores consideráveis via Pix para a conta do secretário municipal do Meio Ambiente, Edson Aparecido. A transferência, estimada em cerca de R$ 170 mil reais, teria sido realizada por uma empresa da Construção Civil.

Os membros da comissão já anunciaram que notificarão tanto o prefeito Alberto Macedo quanto o secretário Edson Aparecido para prestarem esclarecimentos.

 

Nota de Esclarecimento – Prefeitura da Barra dos Coqueiros

A Prefeitura da Barra dos Coqueiros reforça a transparência e responsabilidade na gestão dos recursos públicos. A denúncia de uma possível cobrança indevida realizada pelo secretário de Meio Ambiente do município, Edson Aparecido, não passa de uma denúncia leviana e infundada, com o objetivo de tumultuar a gestão municipal realizada pela oposição com o intuito de tirar o foco da população da votação pelo legislativo municipal composto em sua maioria por aliados da oposição de pautas importantes. Como o projeto promovido pela atual gestão do prefeito, Alberto Macedo que foi engavetado por dois meses pela Câmara de Vereadores, o cartão Barra Cuida da Gente, que visa levar as famílias de baixa renda um cartão com um crédito de 200 reais para compras no comércio local, lembrando que nenhum dos benefícios anula o recebimento do bolsa família já que os projetos estão vinculados ao município da Barra dos Coqueiros e o bolsa família ao Governo Federal. Outra pauta importante que foi lida e encaminhada para comissão para analise também apenas na manhã desta terça-feira, 31, é o projeto Cozinha Solidária que irá garantir 500 refeições gratuitas a população que passa por vulnerabilidade social. Enquanto aprovam, institui e regulamenta uma verba indenizatória de atividade parlamentar (VIAP) para eles mesmo, deixando a população que mais precisa passar fome. De uma forma mesquinha, desumana e covarde a oposição segue criando cenários imaginários, lançando falsas acusações para gerar uma imagem negativa da gestão que segue arduamente trabalhando em beneficio da população

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.