Presidente da Câmara de Lagarto é preso

O presidente da Câmara Municipal de Lagarto, vereador Eduardo Maratá, foi preso, nesta quinta-feira (5), por crime desobediência. Ele foi ao Fórum para participar de uma audiência, mas se desentendeu com um policial militar e recebeu voz de prisão. Conduzido à Delegacia, o parlamentar foi ouvido, assinou um Termo Circunstanciado e foi liberado em seguida. As informação dão conta que o parlamentar não reagiu quando os policiais disseram que ele estava preso.

Pessoas que se encontravam no Fórum contaram que o vereador não aceitou a ordem dos policiais para deixar a sala onde estavam testemunhas de acusação num processo contra oito acusados de roubo de carros. Mesmo informado que a determinação do juiz era para que as testemunhas de defesa e acusação ficassem em aminetes separadas, Eduardo Maratá teria insistido para permanecer na sala. Diante da desobediência, os militares deram voz de prisão ao parlamentar e o conduziram para a delegacia.






Com informações e foto do portal Lagartense

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS