Preocupado com prisão da sua mulher, Queiroz está abatido e sem apetite na cadeia

Fabrício Queiroz, suspeito de operar um suposto esquema de “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro na Alerj, está abatido e preocupado com a possibilidade de a mulher dele, Márcia Aguiar, também ser presa, segundo um funcionário do presídio de Bangu 8 relatou ao EXTRA. O ex-assessor do filho mais velho do presidente da República foi capturado no último dia 18, em Atibaia (SP).


A precoupação tirou até o apetite de Queiroz. De acordo com o funcionário da penitenciária, o detento recusou o café da manhã, o almoço e o jantar servidos a ele nos dois primeiros dias na prisão.

— A todo tempo ele está cabisbaixo. Tem se mostrado muito abatido, assustado e com muito receio de a esposa ser presa — disse o funcionário.


Márcia é considerada foragida desde a última quinta-feira, quando o marido foi preso. Fabrício Queiroz teve seu perfil fotografado no final da manhã desta terça-feira, no presídio Bangu 8, cinco dias após o EXTRA noticiar que ele deu entrada na penitenciária sem tirar foto.


extra.globo



instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS