Prefeito reúne Comitê de Crise e pede atenção redobrada nas próximas 72 horas

O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu, na tarde desta segunda-feira, 16, os membros do Comitê de Gerenciamento de Crise para pedir atenção redobrada nas próximas 72 horas, em virtude da possibilidade de chuvas intensas na capital sergipana.

Durante a reunião, o gestor municipal reforçou a necessidade de uma antecipação dos órgãos operacionais, uma vez que, segundo os institutos meteorológicos, existe, ainda, a previsão de ventos fortes para estes dias."Recebemos a informação de que nas próximas 72 horas, Aracaju poderá ser acometida por chuvas intensas, acompanhadas de rajadas fortes de ventos. Diante desse dado, convoquei o comitê para que possamos agir prontamente, nos antecipando a situações adversas.


Peço que todos os órgãos operacionais estejam preparados para entrar em campo, assim como temos feito toda vez que um grande volume de chuvas cai sobre a nossa cidade. O direcionamento é justamente para que continuemos no mesmo caminho, mas para que possamos estar sempre um passo à frente, prevendo qualquer adversidade", destacou o prefeito.Edvaldo pediu, ainda, que, qualquer medida adotada pelo comitê, para preservação dos aracajuanos, leve em consideração o coronavírus. "Temos agora a questão do coronavírus e, por isso, precisamos estar atentos a nossa atuação. Se houver a necessidade de deslocar pessoas, redobrem as atenções e evitem aglomerações, especialmente de idosos e daqueles que estão no grupo de risco", reforçouDe acordo com coordenador da Defesa Civil, major Silvio Prado, o órgão municipal recebeu três alertas de institutos meteorológicos distintos.


Nos comunicados, foi informado não somente a previsão para o grande volume chuvas, previsto para as próximas 72 horas, como também a possibilidade de ventos fortes e descargas elétricas, o que, segundo ele, redobram os riscos para queda de árvores, destelhamento de casas, alagamentos e inundações."Com base nessas informações, de risco potencial, enviamos o alerta via sms para mais de 35 mil pessoas cadastradas, justamente para que elas possam se precaver, ficar em casa, e, sobretudo, se manter em segurança. Aproveitamos para divulgar o número 199 para chamadas de emergência e, assim, lembrar as pessoas que, em caso de necessidade, estamos de prontidão.


Os alertas indicam chuvas acima, inclusive, do grau de perigo, então o prefeito convocou o comitê e pediu a todos que se mantenham alertas para atuação no menor tempo resposta possível, minimizando os transtornos e salvaguardando a vida das pessoas", detalhou o major.Responsável pela coordenação do comitê, o secretário da Defesa Social, Luís Fernando Mendonça, reforçou a importância da reunião.


"O prefeito determinou que o comitê e todos os órgãos ligados estejam prontos para atuar, de frente, logo, Defesa Civil, Emurb, Emsurb e SMTT, e na retaguarda as secretarias da Assistência Social, Saúde e Educação. A ordem é que atuemos de maneira integrada para que os melhores resultados sejam colhidos", reiterou.Participaram da reunião os secretários Luís Fernando Mendonça (Defesa Social), Luiz Roberto Dantas (Serviços Urbanos), Sérgio Ferrari (Obras e Urbanização), Jeferson Passos (Fazenda), Augusto Fábio Oliveira (Planejamento), Cecília Leite (Educação), Simone Passos (Assistência Social), Renato Telles (Transporte e Trânsito) Waneska Barboza (Saúde), e Jorge Araújo Filho (Governo), além do coordenador da Defesa Civil, major Silvio Prado, do inspetor da Guarda Municipal, Fernando Mendonça, e do chefe de gabinete do prefeito, Nildomar Freire.




Da AAN

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS