PF indicia 30 pessoas suspeitas de desviar verbas públicas no município de Canindé do São Francisco

As fraudes foram alvos da Operação Acesso Negado, deflagrada entre 2015 e 2019.

A Polícia Federal em Sergipe informou nesta sexta-feira (31) que indiciou 30 pessoas, incluindo servidores públicos, suspeitas de envolvimento em ações criminosas de desvios de verbas públicas no município de Canindé do São Francisco. As fraudes foram alvos da Operação Acesso Negado, deflagrada entre 2015 e 2019.


De acordo com as investigações, foram constatadas irregularidades na parceria firmada entre a municipalidade e uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip), seguida de contratação direta de pessoas físicas e jurídicas pertencentes ao grupo em processos de inexigibilidade de licitação fraudulentos, com desvio de valores, que à época, ultrapassavam R$ 1 milhão.

A prefeitura do município informou que o caso é referente à gestão do ex-prefeito Heleno Silva (PRB). O G1 entrou em contato com o político, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Aos indiciados foram imputados os crimes de desvio de verbas públicas, fraude em licitação, lavagem de dinheiro, participação em organização criminosa e obstrução de justiça. Segundo a PF, o relatório foi apresentado à Justiça Federal e está à disposição do Ministério Público Federal.




Por G1

mande sua sugestão, foto e vídeo para nosso whatsapp:

79 99979-2283

pesali_foto_2.jpg

William Pesali

Contato: 79 99979-2283

email: avozdosmunicipios@gmail.com

Confira nossas mídias sociais! 

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon

© Copyright 2021 -  A Voz dos Municípios