Patroa responderá em liberdade por morte do filho de cinco anos de doméstica em PE

Miguel Otávio Santana da Silva caiu do quinto andar de prédio

Um menino de cinco anos morreu após cair do nono andar de um prédio em um condomínio de luxo no centro do Recife, em Pernambuco. A patroa da criança foi detida, mas pagou fiança de R$ 20 mil e responderá em liberdade por homicídio culposo.


Miguel Otávio Santana da Silva é filho de uma empregada doméstica que trabalha na casa do prefeito de Tamandaré, cidade no litoral sul do estado. Sem aula por causa da pandemia, ele teve de acompanhar a mãe ao trabalho, em um apartamento no quinto andar do prédio. .  A doméstica precisou sair para passear com o cachorro da família e deixou o filho com a patroa. O menino tentou ir atrás. Imagens de câmeras de segurança mostram o menino dentro do elevador e a primeira-dama, que é a patroa da doméstica, apertando o botão do nono andar e deixando que a porta do elevador se fechasse com o garoto, sozinho, dentro.


Ao chegar ao nono andar, ele teria se debruçado em um parapeito, e em seguida, se desequilibrou e caiu. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a patroa da mãe da criança agiu com negligência.



Por correio do Povo

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS