Pandemia altera procedimentos no teste do bafômetro

A partir de agora, os equipamentos só serão usados em “situações extremas”

Em razão da pandemia de Coronavírus, o teste do bafômetro realizado por autoridades policiais nas rodovias estaduais e federais que cortam Sergipe, precisou sofrer alterações no procedimento. A partir de agora, os equipamentos só serão usados em “situações extremas”, como acidentes de trânsito e em casos em que o condutor seja abordado por apresentar claros sinais de embriaguez.


Em Sergipe, as mudanças já estão em vigor desde a publicação do decreto Nº 40.560 com as principais medidas para contenção do novo coronavírus (Covid-19) no estado.

Segundo o comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), tenente coronel Deny Ricardo dos Santos, todo o processo de uso do bafômetro foi reorganizado. “Por conta do decreto, o fluxo de equipes de fiscalização diminui. Mas, nós continuamos trabalhando e caso as equipes flagrem algum tipo de situação clara de embriaguez, o procedimento será realizado em prontidão”


O comandante esclarece ainda que o etilômetro é um aparelho que é devidamente homologado pelo Inmetro. “No equipamento, o cidadão tem o contato com um bico que é descartável, e sopra. O que mudou no procedimento foi o fornecimento de álcool gel e máscaras para as equipes de policiais, e após o procedimento o aparelho é devidamente higienizado para ser usado novamente”, conclui.





|Da Redação do Jornal da Cidade

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS