Matheus Costa lamenta segunda derrota do Confiança na Série B

“Os resultados não estão sendo de acordo com o que produzimos em campo”, diz


O Confiança amargou mais uma derrota pelo Campeonato Brasileiro da Série B na noite desta terça-feira (18). Em jogo realizado na Arena Pantanal, na capital mato-grossense, o Cuiabá venceu o azulino por 1 a 0, com gol de cabeça do zagueiro Anderson Conceição, em lance de bola parada. Para o técnico Matheus Costa, do Confiança, falta poder de decisão à equipe para conquistar vitórias na competição. Foram no mínimo quatro jogadas claras de gol para o Dragão do bairro Industrial na partida, mas que foram desperdiçadas e custaram caro. Em um jogo mais lento do que o normal, os times brigaram muito pelo domínio da bola no meio de campo. O time de Aracaju anulou em alguns momentos a equipe adversária, mas não foi suficiente para sair de campo com a primeira vitória.

“Jogamos aproximadamente com uma temperatura de 32 graus e uma sensação térmica acima de 35, estava muito abafado, o que torna o jogo mais lento, mas, independente disso, foi um jogo definido numa bola parada, tivemos chances reais de jogo de conquistar a vitória, de sair à frente no marcador e em um detalhe, que fiquei com muita dúvida se foi falta ou não, o árbitro acabou marcando e eles fizeram o gol”, disse Matheus Costa em coletiva após o jogo. Pesaram também para o time azulino as duas lesões que os atletas Bruno Paraíba e Mikael, ambos centroavantes, sentiram - os jogadores passarão por reavaliação em Aracaju.

Esse jogo válido pela 4ª rodada - o Confiança tem uma partida que foi adiada, por causa do Campeonato Sergipano - afundou o time ainda mais na zona de classificação e o técnico Matheus Costa sabe que é momento de reagir. “Precisamos reagir, estamos passando por um momento turbulento, temos que ressaltar que as chances estão sendo criadas e as oportunidades estão sendo criadas. É a gente ter esse poder de decisão para conquistar essas vitórias”, afirmou.

Na próxima sexta-feira (21), o time azulino define sua vida no campeonato estadual - um empate dá a ele o título da competição -, e a partir daí, é voltar as atenções completamente para o torneio nacional. “É um momento que a gente sabe que é muito importante somar, temos que ter o resultado urgente, mas agora temos essa decisão sexta-feira e depois é voltar nossa cabeça exclusivamente para a Série B, para a gente começar a pontuar e sair dessa situação. Estamos mostrando em jogo que os resultados não estão sendo de acordo com o que a gente está produzindo em campo”, avaliou o treinador do time sergipano.




Edição de texto: Monica Pinto



instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS