Maia defende prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 por mais dois meses

Governo deve pagar mais duas parcelas de R$ 300

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu nesta quinta-feira  a prorrogação do auxílio emergencial pago a trabalhadores informais e autônomos. Segundo Maia, a intenção dos deputados é buscar uma solução para manter o benefício de R$ 600 por pelo menos mais 60 dias. O governo, no entanto, estuda estender o pagamento em mais duas parcelas de R$ 300.


- Se dependesse dos parlamentares, do que eu estou ouvindo, você teria mais duas ou três parcelas do mesmo valor de R$ 600, mas tem o impacto. Ninguém está negando o impacto e também ninguém está negando, nem o governo, a necessidade de prorrogação do benefício – afirmou Maia.


Sancionada no início de abril, a lei que criou o programa previa o pagamento do auxílio por 90 dias. Por isso, a prorrogação do benefício depende de aprovação da Câmara e do Senado. Maia disse que a intenção é construir uma solução com o governo dentro do orçamento fiscal, mas não descartou a possibilidade de o Congresso tomar a iniciativa para manter o auxílio.


- O Congresso pode tomar iniciativa, mas é bom que o governo tenha uma posição clara para a gente saber em que condições estamos trabalhando. A PEC da guerra abre as condições para que o governo possa realizar esses gastos, mas todos nós sabemos que o nível de endividamento do governo federal é o nosso limite.



Por OGlobo

mande sua sugestão, foto e vídeo para nosso whatsapp:

79 99979-2283

pesali_foto_2.jpg

William Pesali

Contato: 79 99979-2283

email: avozdosmunicipios@gmail.com

Confira nossas mídias sociais! 

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon

© Copyright 2021 -  A Voz dos Municípios