General da Saúde mente à OMS e diz que Bolsonaro dialoga com governadores

Pazuello declara que o Brasil se solidariza com as famílias em luto

Em pronunciamento online na Assembleia Mundial da Saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira 18/V, o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse que o governo de Jair Bolsonaro promove "diálogo" com os demais poderes, em meio à pandemia do coronavírus. 


"Como sabemos, o Brasil tem dimensões continentais e diferenças regionais importantes que exigem uma estratégia apropriada para cada um deles", disse. Para ele, o governo atua "por por meio do diálogo com os três níveis de governança". E mais: "o governo federal diariamente acessa a situação de risco, apoia estados e cidades com os recursos necessários para mitigar os efeitos da pandemia".


Pazuello expressou “profunda solidariedade para todas as famílias do mundo, especialmente do Brasil, por suas perdas para o Covid-19” e “profundo respeito e agradecimento a todos os profissionais de saúde e às pessoas envolvidas na linha de frente de combate [à pandemia]”. Convenientemente, omitiu o fato de seu chefe, Jair Bolsonaro, ter passeado de jet ski no dia em que o Brasil ultrapassou a marca de 10 mil mortos pela Covid-19. O militar deve ter se esquecido, também, do fatídico "e daí?" de Bolsonaro ao ser questionado sobre o aumento do número de mortes.



Por Conversaafiada

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS