Demissões na Petrobras. 6 plataformas em Sergipe

Pelo menos 45 plataformas de produção de petróleo e gás natural em águas rasas e instaladas em estados do Nordeste e Sudeste vão ser desligadas neste mês.

Em Sergipe serão seis unidades a serem desativadas. Juntas, as 45 produzem pouco mais de 10 mil barris por dia de óleo, o equivalente a menos de 10% da meta de corte da estatal. Em carta a sindicatos de petroleiros, a Petrobras informou a paralisação das unidades, o que vai significar demissões e remanejamento de pessoal.


Na carta, a petrolífera oferece três opções aos empregados das unidades que vão ser temporariamente desligadas: a realocação interna de acordo com a necessidade da empresa, a adesão ao plano de demissão voluntária e o desligamento individualmente por acordo. O questionamento dos sindicatos é sobre a capacidade da empresa de reter o grande número de funcionários que ficaram sem atividade, um volume de pessoas que tende a crescer ainda mais.


Pouca contribuição

Ainda assim, essas medidas pouco contribuem para a meta de corte de 200 mil barris por dia (bpd) anunciadas para enfrentar a crise. O esperado é que muitas plataformas ainda entrem em hibernação e que centenas de funcionários deixem a empresa nos próximos meses por falta de espaço para recolocação interna.




Por NE

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS