Cresce procura por álcool e máscaras

A demanda pelos produtos ocorreu após a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil.

A grande procura por álcool gel e máscaras fez o preço dos produtos subirem em farmácias e drogarias de Aracaju. O álcool em gel, embalagem de 500g, por exemplo, passou de R$ 8,50 para R$ 15, e as máscaras, antes vendidas a R$ 0,40 a unidade, agora chegam a R$ 1. A demanda pelos produtos ocorreu após a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil.


O proprietário de uma farmácia no bairro Coroa do Meio, Alex Garcez, declarou que desde que começaram a surgir os primeiros casos da doença no exterior ele se preparou e abasteceu o estoque, mesmo assim a procura está grande e as máscaras poderão se esgotar a qualquer momento. Para se ter ideia da procura, os clientes que chegam compram cerca de 10 caixas de máscara. “Com o produto em falta, o preço tende a aumentar ainda mais. Uma caixa de máscara que custava R$ 18 subiu para R$ 25, depois para R$ 30 e agora está custando R$ 40. Temos que repassar o preço para o consumidor pois já compramos o produto com o preço elevado”, revelou Alex. De acordo com o vendedor de uma farmácia, Francisco Fernando, os clientes chegam ao estabelecimento e levam pelo menos seis unidades de álcool gel e uma caixa de máscaras com 24 unidades. “A maioria das pessoas não leva apenas um tubo de álcool gel, levam logo, quatro, cinco ou seis. Bem assim são com as máscaras, as pessoas levam caixas. Só para uma empresa nós vendemos mais de 15 caixas. Muita gente compra para si próprio, mas também tem clientes que já levam para repassar para a família”, revelou.


Francisco comentou ainda que se a procura continuar grande, os itens poderão faltar na drogaria. “Nós compramos de uma distribuidora e já fomos informados que ela já está ficando sem produtos, então, se continuar essa procura grande, vamos acabar sem produtos no estoque pois não temo de quem comprar”, disse.



Por JC

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS