Cotado para assumir PF, Alexandre Ramagem passou réveillon com Carlos Bolsonaro

Investigação sobre o filho teria sido um dos motivos pelos quais Jair Bolsonaro decidiu trocar o comando da Polícia Federal

O atual diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e principal nome cotado para assumir a direção geral da Polícia Federal, Alexandre Ramagem passou o Réveillon de 2019 na companhia de Carlos Bolsonaro, em Brasília. 


O filho do presidente é apontado como peça fundamental de uma investigação que apura a disseminação de fake news e ataques contra autoridades. Apesar de ser conduzido pelo Supremo Tribunal Federal, o inquérito conta com a atuação de agentes da Polícia Federal.


A investigação teria sido um dos motivos pelos quais o presidente Jair Bolsonaro decidiu exonerar o diretor geral da PF, Maurício Valeixo, o que culminou no pedido de demissão do então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.


Alexandre Ramagem chefiou a equipe de segurança de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. No ano passado, ele chegou a ser nomeado superintendente da PF no Ceará, mas acabou convidado para ser assessor direto de Carlos Alberto Santos Cruz na Secretaria de Governo. Ele continuou na secretaria mesmo depois de Santos Cruz ser substituído por Luiz Eduardo Ramos.


Em seguida, ele foi indicado para a Abin. Na sabatina no Senado, ele foi elogiado por outro filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro.


"Goza da total confiança", disse o parlamentar na ocasião. "A sua competência não é questionada em momento nenhum", afirmou o filho do presidente, em junho de 2019.



Por OTempo

mande sua sugestão, foto e vídeo para nosso whatsapp:

79 99979-2283

pesali_foto_2.jpg

William Pesali

Contato: 79 99979-2283

email: avozdosmunicipios@gmail.com

Confira nossas mídias sociais! 

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon

© Copyright 2021 -  A Voz dos Municípios