Coronavírus mata paramédica sergipana nos EUA

Morreu em New Jersey, nos EUA, a paramédica sergipana que atuava na linha de frente de combate aos infectados com o novo coronavírus.

Liana Sá trabalhava com o transporte de infectados

A sergipana colaborou com o Viva Rio quando morou no Brasil.

Vivia há mais de 10 anos nos EUA.


Claudison Rodrigues, ex-marido de Liana, disse ao Braziliann Press que “ela trabalhava dia e noite” fazendo o transporte de infectados.


Por NE

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS