Confira o que abre e fecha após decreto de emergência em Sergipe

O Governo do Estado reforça que, como medida de prevenção ao contágio e de enfrentamento da emergência em saúde pública de importância internacional, decorrente da propagação do Covid-19 (novo coronavírus), alguns serviços terão que ser fechados em Sergipe. As medidas foram estabelecidas pelo Decreto Nº 40.563, nesta sexta-feira,  20 de março de 2020, e pelo Decreto nº 40.560, de 16 de março de 2020. Conforme novas evidências e análises, outros decretos poderão ser publicados posteriormente.

Devem permanecer fechados:


– Igrejas e templos; – Hotéis; – Academias; – Shopping centres; – Galerias; – Boutiques; – Clubes; – Museus; – Boates e casas de espetáculos; – Salão de beleza e clínica de estética; – Clínica de saúde bucal odontológica (ressalvadas aquelas de atendimento de urgência e emergência); – Comércio em geral; – Escolas e faculdades; – Bares e restaurantes, que podem funcionar apenas com o serviço de delivery (entrega).


Os serviços privados não sujeitos a fechamento são:


– Tratamento e abastecimento de água;

– Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis, incluindo postos de combustível;

– Os estabelecimentos médicos, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, psicológicos, clínicas de fisioterapia e de vacinação que prestem assistência médica e hospitalar;

– Distribuição e comercialização de medicamentos e gêneros alimentícios, tais como farmácias, açougues, supermercados, mercados, feiras, mercearias;

– Funerários;

– Captação e tratamento de esgoto e lixo;

– Telecomunicações;

– Processamento de dados ligados a serviços essenciais;

– Segurança privada;

– Imprensa.


Com informações da agência Sergipe de Notícias

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS