Condenado por estupro morre em confronto com policiais em Estância

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Sergipe, ele também é autor de homicídios e latrocínio.

Na madrugada desta quarta-feira (4), um homem de 40 anos condenado por estuprar e matar uma adolescente em 2004, morreu após entrar em confronto com policiais civis da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), no município de Estância.


"Ele foi preso, mas fugiu do sistema prisional. Pouco tempo depois, praticou outros crimes como homicídios e latrocínios", disse o delegado Jorge Eduardo.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a fuga ocorreu em julho de 2014. Já no ano de 2016, ele matou um fazendeiro. No ano seguinte, cometeu outro homicídio, dessa vez contra um comerciante. Em 2018, o homem roubou e matou um caseiro. "A dificuldade de prendê-lo foi decorrente da grande área de mata e mangue em que ele vivia, no povoado Massadisso, município de Estância, possuindo ajuda de familiares que também são egressos do Sistema Prisional", afirmou o delegado.

Buscas Equipes da Core já vinham observando o homem, e obtiveram a informação de que ele teria feito disparos de arma de fogo contra uma vítima não identificada, que correu para uma área de vegetação. As equipes fizeram um cerco e o localizaram. Ele entrou em confronto com os policiais, foi atingido, socorrido, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo logo em seguida.



Por G1

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS