Comércio da Hermes Fontes e Adélia Franco amarga prejuízos com obras

Lojistas alegam que estão sofrendo com a queda considerável nas vendas


Desde o início das obras, em dezembro do ano passado, os comerciantes de duas das avenidas mais importante da capital, Hermes Fontes e Adélia Franco, estão sofrendo com a queda considerável nas vendas.


Segundo Andréa Vasconcelos, gerente de uma loja situada na avenida Hermes Fontes, os maiores prejuízos estão sendo sentidos desde o final de janeiro. “De lá para cá, as vendas caíram bastante, cerca de 35%. Além do mais, a prefeitura não dá respaldo nenhum aos comerciantes, não nos informam de nada. A única coisa que a gente sabe é pela imprensa, de que a obra vai durar seis meses. Espero que daqui para o final de março as vendas já tenham melhorado um pouco”, critica Andréa.


Para a proprietária de uma loja de celulares em um dos principais trechos da avenida Hermes Fontes, os impactos na queda das vendas estão sendo muito prejudiciais. “As vendas têm caído muito. Inclusive eu e mais 27 comerciantes do entorno elaboramos um abaixo-assinado para que seja tomada alguma providência no sentido de melhorar a nossa situação”, explica Maviane Moura, acrescentando que uma das soluções dadas foi que a obra fosse realizada diuturnamente e durante os fins de semana para agilizar a conclusão e causar menos prejuízos aos comerciantes da região.


“Inclusive alguém da prefeitura deveria ter avisado previamente à nós comerciantes sobre os impactos que essa obra causaria, porque tinha como a gente se preparar, se fosse o caso dar até férias coletivas aos funcionários.


Não tenho dúvida que a obra vai ficar perfeita, mas está nos afetando muito. Os vendedores da região não estão vendendo nada. Como a gente vai conseguir se manter para pagar os custos do funcionamento? ”, questiona Maviane.


A equipe de reportagem do JORNAL DA CIDADE procurou a Prefeitura de Aracaju para se pronunciar sobre o assunto, mas até o fechamento da edição, não houve retorno. O espaço permanece aberto caso o algum representante do órgão queira se pronunciar sobre a reportagem.

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS