Caixa demora para pagar R$ 600 e diz que prazo de 5 dias úteis é estimativa

Diferentemente da previsão inicial informada pela Caixa, pessoas que se cadastraram por meio do site ou do aplicativo para receber o auxílio emergencial ficaram mais de cinco dias úteis aguardando uma resposta.

Após diversas reclamações, a Caixa afirmou que o prazo de cinco dias úteis é apenas uma estimativa, pois o banco depende da análise do cadastro, que é feita pelo Ministério da Cidadania. Questionado, o Ministério da Cidadania não explicou se está havendo atraso no processamento dos dados. O ministério afirmou que "o processo de pagamento do auxílio emergencial é complexo, envolve vários atores e tem sido conduzido com total transparência".

'Situação: Em análise'? Precisa esperar

Quem se inscreveu pelo site ou pelo aplicativo "Auxílio Emergencial" (Android ou iOS) precisa esperar a aprovação do cadastro. Se o programa mostra a mensagem "Situação: Em análise", isso significa que o governo ainda não aprovou nem negou o benefício. Inicialmente, a Caixa informou que o prazo para responder via site ou app seria de cinco dias úteis. Contudo, muitos usuários relataram que o cadastro está em análise há mais tempo que isso.

O banco pede que as pessoas nessa situação tenham paciência e continuem conferindo a situação do cadastro no site ou no aplicativo.

Olá! O prazo de 5 dias úteis é uma estimativa para análise. O beneficiário deve aguardar e consultar o app do auxílio emergencial amanhã novamente. Lembramos que a gestão da análise e concessão do auxílio é de competência do Ministério da Cidadania. Até mais! -- Caixa (@Caixa) April 16, 2020

Cadastrados começaram a receber hoje

A Caixa afirmou que só começou nesta sexta-feira (17) o pagamento para quem se inscreveu pelo aplicativo e já tinha conta poupança da Caixa.

Quem indicou no cadastro conta em outro banco deve receber neste sábado (18). No domingo (20), a Caixa pretende depositar o auxílio para mais de 4 milhões de inscritos que não indicaram conta bancária e, portanto, vão receber em uma poupança digital aberta automaticamente.

Segundo a Caixa, inscritos no CadÚnico que não recebem Bolsa Família começaram a receber no último dia 9. O pagamento continua em andamento. Foram priorizados os que têm poupança na Caixa e os que têm conta no Banco do Brasil. Os beneficiários inscritos no Bolsa Família têm um calendário que segue o dígito do NIS (Número de Identificação Social):

  • Quinta-feira (16): último dígito do NIS é igual a 1

  • Sexta-feira (17): último dígito do NIS é igual a 2

  • Segunda-feira (20): último dígito do NIS é igual a 3

  • Quarta-feira (22): dígito do NIS é igual a 4

  • Quinta-feira (23): último dígito do NIS é igual a 5

  • Sexta-feira (24): último dígito do NIS é igual a 6

  • Segunda-feira (27): último dígito do NIS é igual a 7

  • Terça-feira (28): último dígito do NIS é igual a 8

  • Quarta-feira (29): último dígito do NIS é igual a 9

  • Quinta-feira (30): último dígito do NIS é igual a 0

A próximas duas parcelas têm data prevista conforme o calendário a seguir: Cadastro aprovado, mas não recebi o depósito Segundo a Caixa, depois que o cadastro é aprovado, o prazo para depósito é de três dias úteis.

Ao fazer o cadastro, o trabalhador tem que escolher entre indicar uma conta bancária já existente ou receber em uma poupança digital que será aberta automaticamente pela Caixa.

Quem indicou uma conta no cadastro deve esperar o depósito em até três dias úteis. Caso isso não aconteça, entrar em contato com a Caixa pelo telefone 111. O banco também tem respondido muitos trabalhadores pelo perfil oficial do Twitter.

Para quem não tem conta em banco ou não indicou uma no cadastro, a Caixa abrirá uma poupança digital, que deve ser movimentada pelo aplicativo "Caixa Tem" (veja mais a seguir).

Recebi na poupança digital, mas o 'Caixa Tem' não funciona O aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS) é o único meio de acessar o auxílio para os trabalhadores que recebem pela poupança social digital da Caixa —ou seja, quem não tem conta em banco ou não indicou uma ao se cadastrar. Muitos usuários do aplicativo relataram problemas para acessar a poupança digital e para movimentar o dinheiro.

O perfil oficial da Caixa no Twitter informou que o aplicativo "pode apresentar intermitência momentânea devido ao alto volume de acessos". O banco pede que os usuários continuem tentando.

Quem tem o dinheiro na poupança social digital pode apenas pagar contas e fazer até três transferências gratuitas por mês. Os saques serão liberados aos poucos, a partir de 27 de abril, para evitar aglomerações. Confira aqui o calendário de saques.


Por Uol

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS