Belivaldo anuncia plano de retomada da economia sergipana

Abertura será por região, pode durar seis semanas e já começa nesta quinta


O governador Belivaldo Chagas (PSD) anunciou ontem o plano de retomada da atividade econômica em Sergipe. O processo será iniciado nesta quinta- -feira, dia 18, com a autorização do funcionamento de concessionárias, imobiliárias, comércio de eletrodomésticos, eletrônicos, informática, áudio e vídeo, móveis e colchoaria. Em Aracaju esses segmentos funcionarão em horário reduzidos, das 9h às 16h, visando evitar aglomeração de pessoas no transporte público. Nos demais municípios poderão abrir as portas no horário normal. Escritórios de engenharia e arquitetura também estão autorizados a funcionar, em horário normal, a partir desta quinta.


O governador confirmou ainda que a partir da próxima terça-feira, dia 23, poderá ser anunciada mais uma fase da abertura da economia – desde que as UTIs do Governo do Estado estejam com lotação abaixo dos 70%, entre outros fatores. O plano prevê a retomada gradual, em fases, das atividades econômicas. A previsão é de que a partir do dia 23 este processo possa ser concluído em seis semanas – se tudo correr bem, enfatizou o governador.


Na fase atual estão em funcionamento apenas os setores essenciais e alguns poucos fora desta classificação. “Se tiver necessidade de ampliar, ampliaremos. Vamos levar em consideração os dados, discutindo junto ao comitê técnico, que tem a participação da UFS e técnicos do governo. Vamos levar em consideração o risco sanitário, que avalia a aglomeração de pessoas, não vamos trabalhar sem observar a movimentação da curva de contágio e de óbito. Agora, a possibilidade de cumprir este plano do jeito que ele está posto, do jeito que ele está, mais curto ou maior, vai ser responsabilidade da população”, reforçou Belivaldo. COLABORAÇÃO A tônica do pronunciamento do governador foi a importância da responsabilidade da população para que o plano de abertura possa ser implantado. “Estamos fazendo a nossa parte, mas estamos precisando de mais compreensão da população ao isolamento social, uso de máscara, cuidado com o próprio cidadão e demais pessoas. Se a gente continua com este alto índice de contágio e os piores números em relação ao isolamento social, a implantação fica comprometida”, continuou Belivado, destacando que a retomada se dará por territórios.


Chagas ainda insistiu na situação da Grande Aracaju, que é extremamente complicada, concentrando 80% dos casos confirmados do coronavírus em Sergipe. “É natural que agente flexibilize mais nos territórios e menos na Grande Aracaju. Agora, se o território de Aracaju, Barra, São Cristóvão faz o seu dever de casa e começa a haver diminuição das curvas de contágio e óbito, a gente pode avançar um pouco mais”, explicou, destacando ainda que caso contrário o estancamento da abertura e retorno à fase anterior também é possível. TEMPLOS RELIGIOSOS

O decreto será publicado hoje, juntamente com os anexos, onde constam instruções e a divisão em fases. A primeira fase é a chamada fase laranja, que inicia no próximo dia 23 e inclui abertura de escritórios, clínicas e consultórios odontológicos e de fisioterapia. O comércio também estará incluído e a abertura de templos religiosos será iniciada, com lotação máxima de 30% dos espaços físicos. A segunda fase é a bandeira amarela e a terceira, bandeira verde. “É uma ação que depende do coletivo.


Se chegar no dia 22 [véspera do anúncio da nova fase] e a situação não estiver boa, não vamos startar a fase. A ocupação de leitos de UTI e outros dados serão levados em conta para isso. As UTIs do poder público precisam estar abaixo de 70% de ocupação, precisamos segurar a média de hoje até a próxima segunda-feira”, ratificou Chagas.


No próximo dia 23 o comitê técnico voltará a se reunir e pode anunciar o início da segunda fase para o dia 7 de julho. As igrejas poderão então funcionar com 50% da capacidade, sendo que só no dia 21 de julho, caso a implantação do plano seja contínua e sem interrupções geradas por pioras nos índices, os templos poderão funcionar em 100%. ATIVIDADES ESPECIAIS Por fim, não há datas definidas para as chamadas atividades especiais, que incluem escolas, universidades, creches, eventos de lazer coletivos, estágios, corrida, cinema e teatro. Não há data marcada para a retomada delas – mas há a preocupação de discutir nos próximos dias a educação, em que momento ela poderá ser retomada, de forma parcial, ao menos.


jornal da cidade

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS