Bebê de dois dias é a vítima mais jovem da Covid-19 em SE

Morte da recém-nascida foi divulgada pela Secretaria de Saúde nesse domingo. Cinco crianças já morreram pela doença no estado.

Uma recém-nascida, com dois dias de vida, é a vítima mais jovem da Covid-19 em Sergipe. Ela morreu no dia 18 de maio, na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em Aracaju, e o resultado do exame foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na noite desse domingo (24). Essa foi a quinta morte de crianças pela doença em Sergipe.


A suspeita é de que o novo coronavírus tenha sido passado pela mãe durante a gravidez. "Não se pode confirmar que a transmissão foi congênita, mas há fortes indícios. Alguns estudos têm começado a colocar a possibilidade desse tipo de transmissão", disse o diretor de Vigilância em Saúde da SES, o infectologista Marco Aurélio Góes.

A mãe do bebê deu entrada na maternidade no dia 16, com pré-eclampsia. Nesta segunda-feira (25), segundo a pasta, ela ainda continuava internada na maternidade. O quadro de saúde é considerado estável.

Como a paciente é moradora do Centro Histórico de São Cristóvão, a morte da criança foi registrada neste município. Mortes de crianças em Sergipe Dos dez bebês menores de 1 ano que foram confirmados com a doença, quatro morreram. Além deles, um menino de seis anos, que segundo a Prefeitura de Aracaju, ficou 15 dias internado em um hospital da capital, também morreu na semana passada após contrair o novo coronavírus.

  1. 9 de maio: menina de seis meses, sem doenças pré-existentes (Aracaju);

  2. 17 de maio: menina de oito meses, que tinha doença respiratória crônica (Aracaju);

  3. 15 de maio: menino de 24 dias, sem doenças pré-existentes (Nossa Senhora do Socorro);

  4. 18 de maio: menina de dois dias, sem doenças pré-existentes (São Cristóvão);

  5. 21 de maio: menino de seis anos, sem doenças pré-existentes (Aracaju).

Casos confirmados No estado, cerca de 4% dos mais de 5,3 mil casos confirmados da doença são em crianças. A SES divide as faixas etárias da seguinte forma:

  • Menores de 1 ano: 10 casos

  • 1 a 4 anos: 71 casos

  • 5 a 14 anos: 133 casos


Por G1


instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS