Aeroporto de Aracaju passa hoje para a Aena Desarrollo

Infraero confirmou que deixará de operar o terminal. Melhorias devem ser feitas

A partir de hoje a Infraero entrega as operações do Aeroporto Internacional de Aracaju/Santa Maria para a empresa espanhola Aena Desarrollo Internacional. A nova gestora foi vencedora do leilão do Bloco Nordeste, ocorrido em 15 de março de 2019, no qual arrematou também os terminais de Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE) e Maceió (AL), que já estão sob a administração da empresa; e ainda João Pessoa (PB) e Recife (PE), que se encontram em Plano de Transferência Operacional (PTO).  Intitulado Bloco Nordeste, o conjunto de aeroportos foi leiloado por R$ 1,9 bilhão, com ágio de 1.010% em relação ao lance mínimo inicial de R$ 171 milhões. De acordo com o contrato de concessão celebrado entre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a nova gestora, a estimativa de investimento para os aeroportos do Bloco Nordeste ao longo dos próximos 30 anos é de R$ 2,153 bilhões, sendo que um terço, ou R$ 788 milhões, serão aplicados nos próximos cinco anos.  “Quero agradecer o apoio e a dedicação dos profissionais da Infraero que contribuíram para que esse processo de transferência da gestão ocorresse da melhor forma possível”, ressaltou o presidente da Infraero, o brigadeiro Paes de Barros.  Paes de Barros acrescentou ainda que os demais aeroportos operados pela Infraero continuarão a ter os mesmos bons níveis de performance até que as atividades sejam totalmente transferidas à iniciativa privada.  A Infraero já finalizou as transições dos aeroportos dos blocos Sudeste e Centro-Oeste e segue a fase de operação assistida nos demais aeroportos do Bloco Nordeste, que continua até o início de março deste ano. “Seguiremos contribuindo com a diretriz do Governo Federal, operando todos os terminais com os mesmos níveis de qualidade e segurança até que as atividades sejam transferidas à iniciativa privada”, afirmou. Sobre o aeroporto O aeroporto da capital sergipana tem capacidade para receber até quatro milhões de passageiros ao ano. Atualmente, operam no terminal as companhias Azul, Gol e Latam, com voos regulares que ligam Aracaju às cidades de Guarulhos (SP), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Salvador (BA) e Recife (PE). Localizado na zona Sul da cidade, o Aeroporto de Aracaju/Santa Maria atende, de acordo com a Infraero, principalmente executivos e turistas em busca de negócios, de lazer e dos passeios que a região oferece. Além disso, o terminal conta com operações diárias de helicópteros, que transportam funcionários para as plataformas de petróleo do litoral de Sergipe e de Alagoas. Melhorias

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nos primeiros cinco anos da vigência da concessão, a empresa deve investir R$ 788 milhões no Bloco Nordeste (que inclui o Aeroporto de Aracaju). Os investimentos iniciais – as chamadas ações imediatas, previstas para os 180 dias iniciais do contrato – deverão assegurar a melhoria da infraestrutura básica, como banheiros, sinalização, iluminação, climatização, internet gratuita e reparos nas edificações. Estão previstas ainda no contrato obras de adequações de pista à ampliação de pátios de aeronaves, passando pelo aumento da capacidade de processamento de passageiros. Numa segunda fase deverá ser elevado o percentual mínimo de processamento de passageiros em pontes de embarque a 65% para voos domésticos 95% para voos internacionais. Hoje não há pontes de embarque no aeroporto de Aracaju.




Por JC

instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS