Óleo atinge praias de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco

Voluntários trabalham desde a madrugada para limpar a substância, encontrada em localidades como Maracaípe, Cupe e Muro Alto, vizinhas a Porto de Galinhas.

Óleo atinge praias de Ipojuca, no Litoral Sul

O óleo que suja praias do Nordeste chegou, neste sábado (19), a algumas das praias de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. De acordo com o município, manchas de piche foram encontradas na areia de Cupe, Muro Alto, Maracaípe, Enseadinha e Serrambi, vizinhas à praia de Porto de Galinhas, durante a madrugada. O govenador Paulo Câmara (PSB) esteve no local para acompanhar o trabalho de limpeza (veja vídeo acima).


No município, o aparecimento da substância foi registrado durante a madrugada, no Pontal de Maracaípe. Por volta das 8h20, voluntários já haviam feito a limpeza do material.


"Por volta das 3h começamos a receber pequenos fragmentos de óleo, principalmente no Pontal de Maracaípe. Acionamos a Guarda Civil e o voluntariado para começar a coleta", afirma o secretário de Meio Ambiente de Ipojuca, Erivelto Lacerda.


Segundo os voluntários, a ação teve o objetivo de proteger a área de estuário. “A nossa maior preocupação era a de impedir que o volume de óleo entrasse no Pontal, porque ali é um berçário de cavalos-marinhos”, afirma Daniel Galvão, coordenador do movimento Salve Maracaípe, que tem atuado de forma voluntária na limpeza das áreas.


"Conseguimos uma barreira com o Porto de Suape e fomos recolhendo as partículas que apareciam. Esse trabalho não tem hora para parar. Conseguimos um ônibus para sair do Recife para levar mais pessoas até as praias do litoral Sul”, diz o voluntário.


Voluntários atuam na limpeza de óleo na Praia do Cupe, no litoral Sul de Pernambuco

Por volta das 8h30, mais de 400 bugueiros trabalharam para retirar o óleo encontrado na areia da praia do Cupe, também em Ipojuca (veja vídeo acima). "Tem muito [óleo], ainda. Com a correnteza, chega mais rápido ainda. todo mundo tem que ser solidário nessa hora", diz o bugueiro Edson Fábio.


O trabalho dos voluntários teve início às 5h. Às 9h, equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros chegaram ao local. "Esse material está vindo para Maracaípe em bombonas de 200 litros. Depois que fizermos a coleta, o óleo vai ser levado ao Recife, para uma central de tratamento de resíduos", afirma o secretário de Meio Ambiente de Ipojuca.


Força-tarefa

Na manhã deste sábado (19), o governador Paulo Câmara sobrevoou o litoral de Pernambuco e esteve nas praias em que ocorre a limpeza do óleo. "O Governo Federal precisa atuar, conforme o protocolo que temos para esse tipo de desastre. Somente assim poderemos fazer o devido planejamento e cobrar punição aos responsáveis por esse crime ambiental", disse, em nota.


No Recife, a força-tarefa composta por instituições como a Marinha, Ibama, Agência Estadual de Meio Ambiente e Secretaria de Meio Ambiente de Pernambuco segue reunida na Capitania dos Portos, no Centro do Recife. Além do trabalho de coleta do óleo, as equipes seguem trabalhando para identificar como a substância tem aparecido no mar.


Equipes da Marinha, Defesa Civil, Ibama e de instituições estaduais trabalham para conter óleo que apareceu nas praias pernambucanas — Foto: Marina Meireles/G1

"Sabemos que é um óleo de origem venezuelana e que certamente veio de uma embarcação, mas ainda não sabemos outros detalhes, mas a Marinha está empenhada para descobrir a origem", diz o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, major Olivaldi Azevedo.



Além das dificuldades da identificação da fonte do óleo, o diretor de Proteção Ambiental do Ibama também afirma que o fato de o óleo aparecer em fragmentos também dificulta a contenção.

"Está aparecendo de forma subsuperficial. Parte fica nos corais, parte segue para a praia, e só conseguimos identificar quando o material chega à arrebentação", afirma.

De acordo com ele, o material está sendo monitorado também pela água. "Estamos com uma embarcação circulando na área de Tamandaré, que vai se deslocar até Ipojuca para averiguar se existem manchas no mar nessa outra região. É uma embarcação da Petrobras que tem capacidade para retirar o óleo do mar".


Por G1 PE


instagram-icone-icon-1.png
Whatsapp-Imagens-Png-zg9Ts7.png
logo-facebook-transparente2.png

A VOZ DOS MUNICÍPIOS