Quarta, 24 de Julho de 2024
79 99979-2283
Brasil Política

Lula já culpou Bolsonaro pela alta da gasolina e gás de cozinha

Segundo o petista, o único culpado pelo reajuste desses itens é o presidente da República

11/07/2024 07h32
Por: a voz dos municípios Fonte: Pleno News
Lula Foto: Ricardo Stuckert / PR
Lula Foto: Ricardo Stuckert / PR

Na última segunda-feira (8), a Petrobras anunciou aumento no preço da gasolina e do gás de cozinha. O combustível teve reajuste em torno dos 7,8%, ou mais R$ 0,20 por litro, enquanto que o botijão de gás teve um aumento equivalente a R$ 3,10 para as distribuidoras, que em média pagam R$ 34,70 por cada botijão de 13 quilos.

Em 2022, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na época ainda pré-candidato à Presidência, criticou Jair Bolsonaro (PL) pelo aumento do preço desses itens. Segundo o petista, o único culpado pelo reajuste desses itens é o presidente da República.

Quem não pode mais cozinhar por causa do preço do gás, quem não pode sair de carro pelo preço da gasolina, ou o caminhoneiro que sofre com o preço do diesel, essas pessoas precisam entender essa luta é deles. E a responsabilidade é do presidente, que joga a culpa nos outros – disse Lula em uma mensagem publicada na rede social X em 29 de março de 2022.

LULA FOI AVISADO SOBRE AUMENTO DA GASOLINA

De acordo com o jornal O Globo, Lula foi avisado sobre o aumento cinco dias antes pela nova presidente da Petrobras, Magda Chambriard. O aumento dos preços, ainda segundo a publicação, foi costurado previamente tanto com o presidente, quanto com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

 

Na última quarta-feira (3), Chambriard apresentou para Lula e o ministro números que teriam apontado a necessidade de reajuste diante dos preços internacionais e da média do combustível importado, uma vez que a Petrobras não produz o suficiente para todo o consumo do país.

 

Os presentes na reunião teriam entrado em consenso sobre o reajuste. Foi o primeiro aumento desde que Magda assumiu o comando da estatal, em maio deste ano.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.