Quarta, 24 de Julho de 2024
79 99979-2283
Tecnologia Tecnologia

NextWave: app ajuda a criar ideias de vídeos curtos e virais

Unindo um algoritmo avançado com a tecnologia da inteligência artificial, aplicativo entrega ideias personalizadas para criadores de conteúdos digi...

17/06/2024 15h28
Por: a voz dos municípios Fonte: Agência Dino
Image by Freepik
Image by Freepik

Se uma imagem vale mais que mil palavras, o que dizer de um vídeo? Bem, a resposta para isso talvez esteja entre os mais de 98 milhões de usuários que o TikTok tem somente no Brasil. E para ajudar aqueles que produzem diariamente conteúdos não apenas para o TikTok, mas também para outros apps como os Reels do Instagram ou o YouTube Shorts, existe o NextWave.

Diante da necessidade de estar sempre em dia com o que é tendência, a criatividade pode ser um gargalo para quem precisa criar novos conteúdos digitais de forma diária e massiva. E mais: é preciso fazer isso de forma a antecipar o que se torna viral ou não, com a finalidade de alcançar o maior número de pessoas nas redes sociais. Neste contexto, o NextWave é um aplicativo capaz de gerar ideias de vídeo de alta qualidade e grande chance de viralização.

Gabriel Ponzi, um dos idealizadores do app, explica que a ideia do aplicativo surgiu após uma pesquisa sobre soluções para a criação de vídeos longos que já existiam no mercado. “Mas logo percebemos que o mercado digital estava em uma tendência de uso de vídeos curtos. Foi, então, que surgiu a ideia de criar o app para auxiliar os usuários nessa demanda de criação de conteúdos cursos e recorrentes.”

Para isso, o NextWave utiliza um algoritmo avançado aliado à Inteligência Artificial para criar ideias de vídeos sobre diferentes assuntos, antes mesmo que estes sejam descobertos e postados por outros usuários das redes sociais. E é importante salientar que as ideias geradas são personalizadas de acordo com o perfil do usuário.

“O aplicativo pode criar definitivamente conteúdo sobre qualquer assunto. E, ainda melhor, interligar dois assuntos completamente diferentes, para que o usuário consiga falar do seu próprio negócio, conectando com uma ideia de assunto popular que esteja em alta no momento”, ressalta Hugo Rocha, responsável pelo desenvolvimento do produto. Ele ainda explica que o usuário recebe a ideia de vídeo no formato de texto adaptado para vídeos curtos, como uma espécie de roteiro. O NextWave fornece todos os detalhes que o usuário precisa falar no vídeo e, ainda, as cenas que ele deve filmar. 

Atualmente, o NextWave já conta com mais de trinta e seis  mil usuários ativos, que já geraram mais de 49 mil ideias de vídeos curtos. E, de acordo com Moisés Meireles, CEO da companhia, o retorno dos usuários tem sido bastante positivo. “É claro que ajustes precisam ser feitos em todo lançamento de produto, mas estamos felizes com o resultado de mais de 1300 avaliações, com nota média de 4.6, que inclusive é uma nota superior ao aplicativo do próprio Instagram.”

O poder de um vídeo curto

Segundo um relatório do Google, em janeiro de 2022, mais de 700 milhões de horas de conteúdos em vídeo foram vistos na televisão – que tem, cada vez mais, se tornado apenas uma extensão da tela do celular. Ou seja, a cada dia que passa, os vídeos on-line têm se tornado mais populares do que a produção de conteúdo tradicional. 

Segundo esse mesmo estudo, dentre os diferentes formatos de vídeos on-line, 59% das pessoas da chamada Geração Z (nascidos entre os anos de 1995 e 2010) preferem os mais curtos. Tanto que, segundo um relatório da Vidyard, a produção de vídeos com duração entre 2 e 4 minutos cresceu 53% em 2023 em relação ao ano anterior. 

O mercado do marketing também já descobriu o poder dos vídeos curtos em aplicativos como TikTok e Instagram. Tanto que, segundo o Data Reportal, números da ByteDance – empresa responsável pelo TikTok – indicam que os anúncios do app alcançaram 59,8% de todos os adultos com 18 anos ou mais no Brasil no início de 2024. Enquanto isso, o Instagram possui mais de 134 milhões de usuários ativos no país, dos quais, cerca de 71% são impactados com anúncios. 

É possível comparar a rivalidade entre TikTok e Instagram Reels como uma verdadeira “guerra de titãs” dos vídeos curtos. Um estudo da Emplifi comparou mais de mil perfis de marcas que estão em ambas as redes para avaliar o quanto cada rede contribuiu para seu desempenho geral. 

O resultado mostrou que as contas no Instagram superaram as do no que diz respeito ao alcance médio (65% vs. 35%), média de interações (61% vs. 39%) e média de visualizações (64% vs. 36%). No entanto, as marcas obtiveram uma taxa média de engajamento mais alta via TikTok do que no Instagram (54% vs. 46%).

Para mais informações, basta acessar: http://www.nextwaveapp.io

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.