Segunda, 17 de Junho de 2024
79 99979-2283
Brasil Política

Malafaia desconfia de traição de Tarcísio com Bolsonaro; entenda

Pastor demonstrou insatisfação com a proximidade do governador com desafetos de Bolsonaro

06/06/2024 06h33
Por: a voz dos municípios Fonte: Pleno news
Malafaia desconfia de traição de Tarcísio com Bolsonaro; entenda

Uma das pessoas mais próximas a Jair Bolsonaro (PL), o pastor Silas Malafaia colocou em xeque a lealdade do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), na relação que o chefe do Executivo paulista nutre com o ex-presidente.

Malafaia, que goza de invejável memória, relacionou episódios em que Tarcísio se afastou de Bolsonaro por conveniência. O líder conservador concedeu entrevista ao colunista Paulo Cappelli, de Metrópoles, nesta terça-feira (4), e revelou que desconfia de que haja uma atuação do governador nos bastidores a fim de manter a inelegibilidade de Bolsonaro, deixando, assim, o trânsito livre para que ele, Tarcísio, concorra ao Planalto em 2026.

O pastor não esconde a insatisfação com o fato de Tarcísio ter aproximação com personalidades inimigas do ex-presidente, como o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e o apresentador Luciano Huck.

Em uma conjectura de fácil compreensão, o líder religioso expõe a falta de fidelidade do chefe do Executivo paulista.

– Quem é amigo do meu inimigo, meu amigo não é – disse Malafaia.

O presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (Advec) mencionou, também, os elogios feitos por Tarcísio ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad, pupilo do presidente Lula (PT).

Quanto à aproximação de Tarcísio com Luciano Huck, Malafaia disse:

– O cara [Tarcísio] ir a um jantar na casa de um inimigo político? Jantar significa intimidade, conversa mais chegada. Já sabemos a real intenção desse sujeito. Temos o direito de desconfiar muito do governador Tarcísio, de querer que Bolsonaro fique elegível para 2026.

O líder religioso acha inadmissível a abertura de Tarcísio com Alexandre de Moraes, sendo o ministro um desafeto público do ex-presidente.

– Fica de papinho com Alexandre de Moraes. Aceita indicação dele, mas, até o momento, não demonstrou atuar para que Bolsonaro possa disputar eleição. Parece que ele quer se colocar como o candidato do STF – afirmou.

 
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.