Quarta, 05 de Maio de 2021
79 99979-2283
Anúncio
Cidades Sergipe

Belivaldo anuncia toque de recolher, fechamento de praias e suspensão do Ponto Facultativo

ficou decidido pelo toque de recolher já a partir da próxima quarta-feira, 17

15/03/2021 19h37
86
Por: a voz dos municípios Fonte: ascom ASN /fanf1
Belivaldo anuncia toque de recolher, fechamento de praias e suspensão do Ponto Facultativo

Nesta segunda-feira, 15, o governador Belivaldo Chagas se reuniu, em caráter de urgência, com o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) para definir novas medidas restritivas diante do cenário de avanço da Covid-19 em Sergipe.

 

Após a reunião, ficou decidido pelo toque de recolher já a partir da próxima quarta-feira, 17, das 20h às 5h e que deve durar, de início, cinco dias. Além disso, o governador anunciou o fechamento das praias no fim de semana e o cancelamento do ponto facultativo para o dia 17 de março, que, de acordo com o último decreto, seria ampliado para todo o Estado

 

“Não dá para quebrar empresário com um toque de recolher de cinco ou seis dias. Não tenho como pensar em arrecadação por conta da vida das pessoas. A questão é salvar vidas. Fico na expectativa que haja essa compreensão”, disse Belivaldo Chagas.

 

O gestor disse ainda que o Ministério Público tem cobrado ao Governo do Estado a aplicação de multas às pessoas que não usam máscara. "Eu tenho sido covarde aos olhos do Ministério Público, porque não estamos multando pessoas pelo não uso das máscaras".

 

Em relação à abertura de um hospital de campanha, Belivaldo foi enfático e disse que "a questão não é o espaço físico, é a falta de recursos humanos, e se continuar desse jeito vão faltar insumos também.”

 

O governador desabafou também sobre a ausência de ações em alguns municípios. "Há municípios em que prefeitos mudaram data de feira, as barreiras sanitárias eles implementam se quiser. Fui eleito sem saber que enfrentaria uma pandemia. Já os atuais prefeitos enfrentaram uma eleição durante a pandemia que agora piorou e já sabiam dos desafios. É preciso que cada um assuma a sua responsabilidade", apelou Belivaldo.

 

Belivaldo mostrou insatisfação com as críticas que tem recebido sempre que anuncia medidas restritivas. "Sergipe sofre um excesso de mestre de obras prontas e de governadores".

 

"Tudo que for preciso fazer, faremos. Todas as médias são questionadas. Em todos os países foram tentadas várias alternativas. Não deixaremos de tomar medidas por causa de críticas", explicou o governador, ressaltando que não tem compromisso com o erro.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.