Quinta, 21 de Janeiro de 2021
79 99979-2283
Política Politica

PT decide apoiar Rodrigo Pacheco, do DEM, para a presidência do Senado

Pacheco é o candidato de Davi Alcolumbre, atual presidente da Casa. MDB ainda não definiu nome próprio na eleição, que acontece em fevereiro.

12/01/2021 06h30 Atualizada há 1 semana
12
Por: Redação Fonte: G1
Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato à presidência do Senado — Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato à presidência do Senado — Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O PT decidiu nesta segunda-feira (11) apoiar o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na disputa para a presidência do Senado Federal.

Em nota, o líder do PT, Rogério Carvalho (PT-SE), e o vice-líder Jaques Wagner (PT-BA), disseram que a decisão de apoiar Pacheco foi unânime na bancada .

A eleição acontecerá em fevereiro. A candidatura de Pacheco é articulada pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que tenta emplacar um sucessor. O PSD, com 11 integrantes, também já anunciou seu apoio a ele.

Nesta segunda-feira, o líder do PSC, Zequinha Marinho (PA), único representante da sigla no Senado, também anunciou apoio a Pacheco. Com isso, PSD, PT (6 senadores), PROS (3) e Republicanos (3) já se manifestaram a favor do senador do DEM – legenda que hoje tem 5 integrantes na Casa. Somadas, as siglas têm 28 dos 81 senadores.

Como a votação é secreta, o parlamentar pode não seguir a orientação da legenda. No entanto, diferentemente do que ocorre na Câmara, senadores de um partido costumam votar unidos em um mesmo candidato.

O PT já havia sinalizado que ficaria do lado de Pacheco, mas o martelo foi batido na reunião virtual realizada na manhã desta segunda-feira entre os seis senadores da bancada.

O MDB, que pretende lançar candidato próprio, havia feito um apelo para que os petistas aguardassem a definição do nome antes de decidir o apoio.

Segundo o senador Humberto Costa (PT-PE), o pedido do MDB chegou a ser discutido na reunião. “O problema é que não temos como apoiar qualquer candidato do MDB. Como o MDB não tem ainda a sua definição, isso dificulta”, afirmou.

 

Aliança pontual

 

Na nota divulgada, o PT informa que “tem bastante claro que a aliança com partidos dos quais divergimos politicamente, ideologicamente e ao longo do processo histórico” se dá exclusivamente em torno da eleição da Mesa Diretora do Senado e não se estende “a qualquer outro tipo de entendimento, muito menos às eleições" para a presidência da República.

O partido defendeu a atuação do Senado de maneira "independente e harmônica em relação aos demais poderes". Defendeu ainda a proposição de uma agenda para o Brasil superar a “gravíssima crise” atual e a rejeição de propostas que minem “direitos civis, políticos, sociais e econômicos”.

A nota elenca as propostas apresentadas pelo PT a Pacheco, como a vacinação de toda a população contra a Covid-19, o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e a prorrogação do auxílio emergencial.

O partido afirma ainda que o Senado “deve ser um espaço de contenção da escalada autoritária e de promoção da democracia e das instituições”.

 

MDB

 

Maior bancada do Senado, com 13 representantes, o MDB pode definir nesta semana seu candidato. O partido quer recuperar o comando do Senado, após ter presidido a Casa entre 2007 e 2018. Quatro nomes são cotados:

 

  • Eduardo Braga (MDB-AM), líder do partido no Senado;
  • Simone Tebet (MDB-MS), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ);
  • Fernando Bezerra (MDB-PE), líder do governo no Senado;
  • Eduardo Gomes (MDB-TO), líder do governo no Congresso.

 

Os senadores do PT tinham resistência sobretudo aos nomes de Tebet, Bezerra e Gomes. Em outra frente, o MDB negocia uma aliança com o PSDB, que conta com 7 senadores.

O posicionamento do PSDB só deve sair por volta de 15 de janeiro. Mas a eventual composição com o MDB dependeria do nome a ser escolhido. Simone Tebet, por exemplo, conta com a simpatia dos parlamentares tucanos.

O PSDB também não descarta compor um bloco com Podemos (10 senadores), Cidadania (3 senadores) e PSL (2 senadores). A aliança com o PSDB, se concretizada, teria 22 integrantes.

Esses votos poderiam ser dirigidos a um nome do MDB ou a uma candidatura própria do grupo.

 

'Muda Senado'

 

Grupo que tem representantes de Podemos, Cidadania e PSL, entre outros, o "Muda Senado" também deixou para a segunda quinzena de janeiro reunião para fechar posicionamento.

O grupo teme que Rodrigo Pacheco represente a continuidade da gestão de Alcolumbre, com a qual está descontente. Dois nomes já manifestaram vontade em disputar a eleição: Major Olimpio (PSL-SP) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO).

Entretanto, uma das lideranças do grupo, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), afirmou que os postulantes terão de viabilizar as candidaturas junto a senadores de outras correntes. Caso contrário, avalia, o "Muda Senado" apoiará a candidatura que seja "mais próxima aos compromissos que o grupo cobra".

Líder do Cidadania, Eliziane Gama (MA) já manifestou apoio a Simone Tebet. Alessandro Vieira disse ter bom relacionamento com Simone, que, na avaliação dele, é uma “grande parlamentar”, mas ele declarou que ainda não há consenso para apoio à emedebista.

 

PP

 

Ao G1, o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), disse que a bancada, que tem 7 integrantes, decidirá nesta semana quem apoiará na disputa pela presidência do Senado.

O partido, atualmente, integra o bloco Unidos pelo Brasil, ao lado do MDB e do Republicanos, mas tem feito várias reuniões com Rodrigo Pacheco.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barra dos Coqueiros - SE
Atualizado às 12h19 - Fonte: Climatempo
30°
Nuvens esparsas

Mín. 23° Máx. 32°

33° Sensação
24 km/h Vento
62% Umidade do ar
60% (6mm) Chance de chuva
Amanhã (22/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 33°

Sol e Chuva
Sábado (23/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol e Chuva