Sábado, 06 de Março de 2021
79 99979-2283
Cidades sergipe

Governo discute projetos que visam a preservação da água e solo sergipano

Monitoramento de seca e informações de eventos climáticos estavam no centro das discussões

23/02/2021 14h54
11
Por: Redação Fonte: ascom ASN
Governo discute projetos que visam a preservação da água e solo sergipano

Estratégias e atualizações sobre projetos que visam a preservação da água e do solo sergipano foi o tema do debate de encontro realizado neste segunda-feira, (22), entre técnicos do Governo de Sergipe. A iniciativa foi da Superintendência Especial Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma),subordinada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs). O evento foi realizado na sede da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), onde foram discutidos projetos como o ‘Monitor de secas’, e ‘Produtor de águas de Sergipe’, projetos que visam melhorar a qualidade de vida da população no acesso a informações relacionadas a eventos climáticos.

O ‘Monitor de secas’ auxilia periodicamente na situação da seca e estiagem na região Nordeste, cujos resultados são divulgados mensalmente por meio de Mapas nos estados, com informações sobre fenômenos meteorológicos s com dados  sobre sua evolução. O ‘Produtor de águas de Sergipe’, nova iniciativa da Serhma junto a  Agência Nacional de Águas (ANA), também esteve entre os temas abordados no evento. O projeto visa o incentivo financeiro na conservação das matas e do solo, com participação direta dos proprietárias rurais, bem como ser o espaço de consciência e investimento nas práticas e na promoção de uma maior qualidade no recurso hídrico. 

O superintendente Especial da Serhma, Ailton Rocha, explicou que a reunião corresponde a uma mensagem de aperfeiçoamento do projeto ‘Monitor de secas’ e a idealização de uma outra iniciativa, o ‘Produtor de águas de Sergipe’. “Primeiramente é preciso enaltecer o trabalho executado pelos técnicos da Emdagro no projeto ‘Monitor de secas’. A atualização de dados, executada pela equipe, tem apresentado resultados significativos que  beneficiam o setor da agricultura, como também, da  Defesa Civil, diretamente contemplada com suas vantagens. Associado a isso, trouxemos a iniciativa do ‘Produtor de águas’, que devemos dar início este ano, já que ainda é um projeto de lei, que está em análise na Assembleia Legislativa. A Emdagro entra neste projeto devido ao seu conhecimento técnico e capilaridade, a instituição é muito importante para o fortalecimento do programa no meio rural sergipano”, pontuou. 
 
O discente no curso de Engenharia Civil e pesquisador de Gestão de Secas, Joseilton da Silva, apresentou questões novas para coletas de dados do programa ‘Monitor de secas’. “Os observadores, que correspondem aos técnicos das prefeituras, Emdagro e a Defesa Civil, responsáveis pelo envio de dados, através do e-mail e formulários preenchidos enviados e escaneado pelo Word torna o  processo longo, no entanto, este ano queremos otimizar o fluxo das informações com enquetes feitas no Google Forms, semelhante a aplicativo, é possível realizar questionamentos práticos para catalogação rápida sobre assuntos ligados aos mananciais, secas, chuvas, problemas agrícolas, e consequentemente o mapa terá representação visual melhor e  com mais especificações”, relatou.  
 
A bióloga e mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Valdelice Barreto, comentou a respeito da funcionalidade do programa ‘Produtor de águas de Sergipe’. "Uma das inovações é beneficiar o produtor rural que preserva o meio ambiente na lógica do recebedor-preservador, assim  financeiramente haverá uma remuneração para as pessoas que conservarem as águas das Área de Preservação Permanente. No entanto, é preciso ressaltar que aquela comunidade que já foi multada por descuido não será contemplada, somente para os que voluntariamente mantêm a prudência com seus espaços hídricos. Logo, é preciso que ele tenha vontade de participar ”, concluiu.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.